Fundada em 2015, a Fibersail tem a missão de contribuir para a redução do custo total da produção de energia eólica através de um sistema inovador que maximiza a performance e otimiza o design e a operação das turbinas eólicas.

A energia do vento é a que apresenta melhor custo-benefício. Este recurso está disponível de dia e de noite, em qualquer região, incluindo no mar. Atualmente, é necessário triplicar a velocidade de instalação de turbinas eólicas para atingir os objetivos ambientais da pegada de carbono da próxima década, bem como para fazer face ao contexto sociopolítico enfrentado pela Humanidade.

Estão a ser testadas turbinas eólicas com 14MW, como por exemplo a SG-14 da Siemens Gamesa cujas pás têm 115m de comprimento (note-se que a Torre dos Clérigos tem 76m de altura). Estes valores representam um rotor na ordem dos 230m de diâmetro, ou seja, uma área rotativa de cerca de 45.500m2 (equivalente a 6 estádios de futebol!). Estas turbinas têm a capacidade de gerar 67GWh de energia por ano, que é o mesmo que dizer que conseguem alimentar 16.000 habitações familiares (aproximadamente uma cidade como Santarém).

Para maximizar a energia obtida a partir do vento, o design das turbinas eólicas é crucial. De acordo com o parque eólico norte-americano Caithness Sheperds Flat (um dos maiores do mundo), o acidente mais comum para as turbinas é a falha das pás. Apesar de serem desenhadas para durar 25 a 30 anos, é frequente apresentarem diversos desafios de operação desde o dia em que são instaladas, pelo que a fiabilidade das pás é o ponto chave para otimizar a segurança e a viabilidade das turbinas.

De acordo com investigações da Wood Mackenzie Power & Renewables, em 2019 estimava-se que os custos de Operações & Manutenção dos parques eólicos onshore (em terra) atingissem os 15 biliões de dólares, dos quais 57% eram gastos em reparações causadas por falhas. Ou seja, 8,5 biliões de dólares seriam os custos a pagar por imprevistos relacionados com pás, pelo que cada turbina custaria cerca de 30.000 dólares por ano em reparações e o equivalente a (pelo menos) 7 dias de produção energética. Note-se que em parques eólicos offshore (no mar) os custos aumentam substancialmente.

Visto que não existem tecnologias fiáveis e precisas para monitorizar a eficiência e condição destes sistemas, a Fibersail identificou a importância de oferecer uma solução adequada às necessidades e ao futuro do mercado. Assim, iniciou uma investigação científica, em parceria com a Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto, para analisar e estudar a aplicação de fibra ótica em estruturas críticas, o que levou ao desenvolvimento de uma solução que permite monitorizar em tempo real as deflexões ao longo de todo o comprimento da pá, permitindo compreender melhor a sua condição e o seu desgaste em função do vento.

A tecnologia da Fibersail potencia quatro grandes propostas de valor para o mercado da energia eólica:

1 – Prevenir falhas e desgaste das turbinas, contribuindo para a sua longevidade e consequente valorização;

2 – Otimizar o dimensionamento das pás, ou seja, desenhar estruturas mecanicamente otimizadas, o que pode representar uma redução significativa no peso e quantidade de materiais e, por conseguinte, nos custos finais;

3 – Maximizar as funcionalidades de gestão estratégica de um parque eólico, abrindo a possibilidade de favorecer o tempo de vida ou a performance, dependendo dos objetivos;

4 – Agilizar a instalação de parques eólicos em mais locais, isto é, considerar a sua implementação em lugares com condições de vento mais severas (a informação e o conhecimento disponibilizados pela tecnologia Fibersail possibilita um dimensionamento mais preciso das turbinas).

Todo o sistema se torna mais rentável, desde o dimensionamento das pás e turbinas, passando pelo leque de escolha da localização geográfica dos parques eólicos, até ao processo de operação e manutenção das estruturas.

A Fibersail tem conseguido angariar uma série de investimentos públicos e privados, tendo já atingido alguns objetivos, nomeadamente: patentear a tecnologia desenvolvida, estabelecer parcerias com atores-chave da indústria eólica e instalar esta solução em diversas turbinas, validando-a em ambiente operacional. A Fibersail tem sistemas em operação instalados há mais de 18 meses e os resultados dos testes que fizemos com o maior produtor de pás eólicas do mundo indicam que conseguimos obter 99% de precisão, gerando um impacto extremamente positivo no mercado.

Na Fibersail acreditamos que a sustentabilidade e a inovação são mutuamente influenciáveis, e que o empreendedorismo é uma consequência natural desta simbiose. Afinal, é a necessidade de soluções que gera desenvolvimento e progresso. As nossas práticas focam-se em qualidade e inovação e a nossa tecnologia tem de ser precisa, eficiente e fiável para que possa ser competitiva e percebida como criadora do maior valor acrescentado possível. Por isso, a experiência e o conhecimento multidisciplinar da nossa equipa são os nossos maiores trunfos. Somos atualmente 20 elementos, caracterizados pela convicção de que o nosso sistema apresenta as respostas que a indústria eólica necessita para avançar para o próximo estágio de evolução.

A solução inovadora da Fibersail nasceu e cresceu com a investigação feita em Portugal e, passo a passo, está a cumprir a missão de resolver alguns dos muitos desafios que a energia eólica enfrenta. A bem-sucedida validação operacional do sistema e as parcerias com os maiores atores mundiais desta indústria estão a impulsionar a implementação da tecnologia Fibersail nas turbinas eólicas do futuro: mais inteligentes e sustentáveis!